Acusado de ter assassinado o próprio irmão é condenado

127
JULGAMENTO
Os argumentos de acusação apresentados pelo Ministério Público Estadual (MPE) foram acatados em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de Natividade, realizada nesta terça-feira, 06 de junho, e o Conselho de Sentença condenou Solismar Pereira de Souza a 16 anos e 6 meses de reclusão pelo assassinato do seu irmão, Jurimar Pereira de Souza.
O crime ocorreu em 30 de setembro de 2014, por volta das 9h da manhã, quando a vítima foi atingida por um golpe de faca o que causou sua morte. O julgamento desta terça-feira marcou a inauguração do salão do júri de Natividade.
Todas as teses apresentadas pelo MPE, por meio da Promotora de Justiça Isabelle Rocha Valença Figueiredo, responsável pela acusação, foram acatadas pelo Conselho de Sentença, que afastou todas as teses da defesa.
Solismar Pereira de Souza iniciará o cumprimento da pena em regime fechado, pela prática do crime de homicídio qualificado, praticado com uso de  recurso que dificultou a defesa da vítima, tipificado no artigo art. 121, § 2°, inciso IV, do Código Penal.

Sua opinião é muito importante: