Ações visam conscientizar sobre trabalho infantil

170

trabalho infantil

Com o objetivo de conscientizar e sensibilizar a população sobre o trabalho infantil, a Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Assistência Social, promoverá várias atividades entre os dias 9 e 13 de junho na cidade relativas ao Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil. As ações começam nesta sexta-feira, a partir das 9 horas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Distrito de Novo Horizonte, com palestras educativas em relação ao assunto.

Parceiros como o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e Sistema Nacional de Emprego (SINE) apresentarão temas como serviços insalubres para jovens e o Programa Jovem Aprendiz.

Na próxima segunda-feira, 12, Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, serão realizadas ações em pontos estratégicos da cidade, com o objetivo de esclarecer para a comunidade sobre o que é o trabalho infantil e o que o diferencia do trabalho familiar.

As atividades serão a partir das 8h30, no Setor Barros, Rodoviária, Mercado Municipal e Shopping Popular; no período da tarde será a partir das 16 horas, com blitz nos seguintes pontos: Praça das Bandeiras, Avenida Filadélfia (Aciara/Quatro Ventos); Avenida Cônego João Lima (semáforo do HDO); Avenida José de Brito esquina com a Avenida Marginal Neblina (semáforo).

Diferenças com trabalho familiar
De acordo com a educadora social Kênya Alves Nogueira, o trabalho familiar tem o acompanhamento dos pais e as crianças recebem orientações, tendo todos os direitos básicos garantidos. “Enquanto que o trabalho infantil ele põe em risco a criança, que trabalha em um lugar insalubre, está em vulnerabilidade social e elas têm seus direitos básicos privados”, explicou Kênya.

“Então estamos informando e mobilizando a sociedade sobre essas diferenças, para poderem identificar realmente o que é o trabalho infantil e sairmos em defesa das nossas crianças. Realizamos um trabalho de monitoramento e acompanhamento nos casos que consigamos identificar nas nossas unidades de serviço social”, explicou a educadora da Secretaria da Assistência Social.

A educadora informa ainda os telefones para a comunidade faça as denúncias: 3415-2268, o Disque 100, além dos conselhos tutelares.

A data
O Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil celebra-se a 12 de junho, sendo criada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2002. Este ano dedicado ao tema “Trabalho Infantil em Conflitos e Catástrofes”.

O objetivo é de alertar a população para o facto de muitas crianças serem obrigadas a trabalhar diariamente quando deveriam estar na escola a aprender e a construir um futuro melhor para si e para as suas famílias.

A data deseja promover o direito de todas as crianças serem protegidas da exploração infantil e de outras violações dos seus direitos, assim como a combater todos os tipos de trabalho infantil.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) estima que existam 168 milhões de crianças vítimas de trabalho infantil, trabalhando muitas delas (85 milhões) em condições de exploração infantil, com perigos graves à saúde e sendo envolvidas em conflitos armados. Segundo a Organização Internacional do Trabalho, mais de 20 em cada 100 crianças entram no mercado de trabalho por volta dos 15 anos de idade nos países pobres.

Programação
Dia 9 (sexta-feira)
9h – palestras educativas (Escola Estadual Luiz Augusto, Bairro São João)

Dia 12 (segunda-feira)
8h30 – Ações educativas com distribuição de panfletos no Setor Barros, Rodoviária, Mercado Municipal e Shopping Popular;
16h – Blitzen educativas (Praça das Bandeiras, Avenida Filadélfia, Avenida Cônego João Lima; Avenida José de Brito esquina com a Avenida Marginal Neblina.

Dia 13 (terça-feira)
9h – Palestras educativas (CRAS 1, Setor Céu Azul;
15h – Palestras educativas (CRAS, Residencial Lago Azul).

Sua opinião é muito importante: