Família se destaca pela sustentabilidade com a produção de cordas através da reciclagem

131

Em 1999, o empresário Osmar Ferreira de Araújo deixou uma das maiores metrópoles do mundo, São Paulo (SP), para firmar morada em Palmas, capital do Tocantins, atraído por incentivos governamentais. Acompanhado da esposa Solange e da filha Magda Cristina, Osmar estabeleceu aqui em 2001 uma empresa que produz cerca de 10 toneladas de cordas de polietileno torcidas por mês. O destaque é para a matéria-prima, 100% reciclada e totalmente aproveitada na produção, responsável pela conquista do Troféu Responsabilidade Ambiental na primeira edição do Prêmio Mérito Ambiental do Tocantins.

As cordas têm origem na reciclagem de vasilhames plásticos de produtos de limpeza usados rotineiramente nas residências, num processo onde até as sobras de produção retornam ao processamento. “Nosso produto vem das residências que usam vasilhames plásticos que são chamados de polietileno de alta densidade, ou Pead. Aqui eles são triturados, lavados, aglutinados e reciclados em forma de um material granulado, que nas máquinas são transformados na popularmente conhecida corda para varal”, conta Osmar, lembrando que as cordas também são utilizadas na indústria esportiva para fabricação de redes em geral, produção de brinquedos e até nas partes internas de estofamentos.

Dirigida pela família, a empresa mantém 31 funcionários em uma linha de produção incessante, cujo produto final é comercializado em todo o Tocantins e também enviado para outros estados como Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e São Paulo. A matéria-prima é adquirida de cooperativas, associações e catadores autônomos, mas também advém de parcerias com empresas privadas e produtores rurais, alimentando, assim, o ciclo positivo de reuso e reciclagem de resíduos sólidos que poderiam ter uma destinação errada.

Foi a filha Magda, gestora pública e pesquisadora da área ambiental, que inscreveu o trabalho da empresa no Prêmio Mérito Ambiental. Ela conta que ficou sabendo da premiação durante a Audiência Pública do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS-TO) de Palmas, promovida pelo Governo do Tocantins em abril. “Não esperava que fôssemos ser escolhidos, mas fiquei satisfeita quando vencemos, já que atuamos em Palmas desde 2001 e poucas pessoas sabem que aqui tem uma empresa que trabalha com esse tipo de material numa produção 100% reciclável”, relata.

“Acho importante que saibam que é possível não explorar tanto os recursos naturais e trabalhar de forma sustentável, ajudando as famílias a descartarem seus resíduos corretamente e a nossa empresa a manter sua produção”, destaca orgulhosa.

Prêmio

cordas com materia reciclado

Uma iniciativa do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), o Prêmio Mérito Ambiental do Tocantins homenageou pessoas físicas e jurídicas por contribuições à preservação e conservação dos nossos recursos naturais, além de redução de impactos e boas práticas ambientais em diversas áreas. As inscrições foram realizadas entre os meses de abril e maio e a premiação ocorreu no dia 5 de junho, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente e parte da programação da 23ª Semana do Meio Ambiente no Tocantins.

“Nós queremos dar visibilidade às ações, queremos que a população se espelhe nessas iniciativas e que isso traga um efeito multiplicador”, ressalta a secretária do Meio Ambiente, Meire Carreira, sobre o objetivo da realização do Prêmio.

Fonte: Portal Tocantins

Sua opinião é muito importante: