Economista analisa impacto financeiro da nova tarifa na capital; 22 mil são isentos

193

Especial Gazeta do Cerrado

O aumento da tarifa de transporte público passou de R$ 3,00 para R$ 3,50 nesta segunda-feira, 26. O reajuste foi definido pelos membros do Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte (CMAMT) no mês de março.

A Prefeitura de Palmas informou à Gazeta que os passageiros isentos são mais de 22 mil, entre idosos, pessoas com deficiências, polícias e aposentados. Em relação à frota do final de semana, foi informado que a mesma é feita conforme necessidade da demanda, sem entrar em detalhes.

fabio

A atual frota é composta por 200 ônibus, sendo 91 climatizados e adaptados à acessibilidade. Segundo a Prefeitura, a capital também receberá a implantação de um sistema de biometria facial dos usuários para fiscalização de fraudes de cadastros isentos por lei e para vigilância do sistema. A prefeitura prometeu também a construção de abrigos, correção salarial dos motoristas e correção dos insumos.

Bolso do consumidor

 O economista Fábio Martins informou à Gazeta do Cerrado que o reajuste terá impacto negativo no bolso dos usuários que utilizam transporte público como também para a classe empresarial, visto que, a mesma arca com as despesas de locomoção dos funcionários, conforme a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). “É um custo que vai pesar no orçamento individual, familiar e também no orçamento das empresas, isso pode impactar negativamente a economia que já está paralisada, fazendo com que, inclusive, alguns empresários pensem e repensem na hora de contratar funcionários”.

Novos abrigos

Um novo abrigo que traz inovação ao sistema de transporte público urbano, com conexão de internet Wi-Fi gratuita, calçada nivelada com rampa para cadeirantes e iluminação de LED na faixa de pedestre, que garante melhor visibilidade da travessia por condutores a 800 metrosde distância. O novo ponto abriga uma câmera de monitoramento interligada a uma central de monitoramento 24 horas por dia. Até o final do ano serão 30 abrigos deste modelo instalados nas regiões Norte, Central e Sul, sendo que outras 200 unidades ainda serão licitadas.

( Colaborou: Hellen Maciel)

Sua opinião é muito importante: