Consumidores criticam aumento de energia mesmo com Energisa no topo das reclamações

226

Apesar da concessionária de energia elétrica do Tocantins, Energisa, ter sido a campeã em número de reclamações no Procon, a tarifa de energia elétrica vai aumentar novamente. Segundo dados do Procon 2.289 consumidores acionaram por algum motivo a concessionária resultando em 487 atendimentos formais de reclamação no ano passado.

Na rede social vários consumidores reclamaram do aumento e questionaram inclusive os itens cobrados na conta por parte da empresa.

Mesmo insatisfeitos os clientes residenciais, rurais e comerciais (baixa tensão), que correspondem a 99%, dos consumidores da Energisa, terão que arcar com um reajuste de 5,50%. Já para os clientes industriais (alta tensão) o reajuste é de 7,72%. A nova tarifa começa a vigorar no dia 04 de julho de 2017. O reajuste tarifário é um processo regulado pela Aneel, previsto nos contratos de concessão das empresas de distribuição de energia. O aumento médio no Estado será de 6,02%.

projeto-energia-solidaria-da-energisa-ja-beneficiou-mais-de-500-pessoas_jpg__1200x630_q85_crop-smart_subsampling-2_upscale

O Tocantins, apesar de seu grande potencial hidrelétrico, ainda possui a quarta tarifa mas cara do Brasil, de acordo com estudo feito com dados disponibilizados pela ANEEL. A carga tributária é o principal fator que colabora para essa variação no preço da energia consumida no Estado.

Mais economia

Segundo o consultor financeiro Fabio Martins, ouvido pela Gazeta do Cerrado, existem outros fatores como o desemprego e os baixos salários que obrigam as famílias brasileiras fazerem uma análise cuidadosa dos seus gastos para economizar e se adaptar a um gasto mais consciente de energia elétrica.

fabio

Pela norma, o valor da tarifa deve ser reajustado anualmente – o chamado Reajuste Tarifário Anual – e a cada quatro anos, no processo de Revisão Tarifária Periódica. O valor da tarifa varia de empresa para empresa. Nos processos de Reajustes Tarifários Anuais, a Aneel promove um reajuste na tarifa vigente a fim de corrigir seu valor pelo índice de inflação acumulado no último ano.

Encargos e impostos na tarifa

A ilustração abaixo mostra a divisão da fatura de energia elétrica em cada um dos itens que compõem a cadeia do setor elétrico brasileiro, considerando a receita da concessionária acrescida dos impostos e tributos (ICMS, PIS/COFINS). A tarifa final do consumidor da Energisa Tocantins contém 35,23% de encargos setoriais e impostos.

Ilustração - Energisa

Investimentos no Tocantins

A Energisa alega que é com a parte do recurso da tarifa que cabe à concessionária que ela realiza os investimentos necessários para garantir a melhoria contínua da qualidade do fornecimento e ainda renovar e manter os equipamentos que suportam a rede de distribuição.

No Tocantins, a Energisa diz ter investido, só no ano passado, R$ 309,5 milhões. Para este ano, mais R$ 270 milhões, estão previstos que garantirão maior oferta de energia e benefícios diretos ao Estado, segundo a empresa. Uma das prioridades é a expansão do Programa Luz Para Todos para atendimento aos clientes da área rural.

Texto: (Colaborou Nielcem Fernandes- Gazeta do Cerrado)

Edição: Maria José Cotrim

Sua opinião é muito importante: