Semestre termina sem concurso da AL; Carlesse defende novos nomes na política

81

Em entrevista á Gazeta do Cerrado, o Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, Deputado Mauro Carlesse fez um balanço positivo dos seis primeiros meses do ano de 2107 á frente da Casa de Leis, com vários projetos bem elaborados e destacou a Escola Legislativa com funcionamento previsto para o segundo semestre.

A Escola do Legislativo da Assembleia do Tocantins, tem por objetivo contribuir para a formação técnica e política de agentes públicos e da sociedade em geral. A Escola terá ações voltadas para deputados, vereadores, servidores da ALTO e de câmaras municipais tocantinenses, lideranças comunitárias, entidades e cidadãos interessados em aprofundar conhecimentos sobre política e Poder Legislativo.

unnamed (65)

O deputado disse: “Acho que nós estamos fazendo a diferença, a casa hoje é respeitada e todos os deputados têm voz ativa”.

Em relação á demora para aprovar o empréstimo de R$ 600 milhões (R$ 453.240.000 junto à Caixa Econômica Federal, e de R$ 146.760.000 junto ao Banco do Brasil) o presidente explicou que solicitou detalhes sobre as obras a serem realizadas no Estado com os recursos provenientes dos empréstimos.

Carlesse também afirmou que deste montante, R$ 50 milhões estariam destinados a construção do anexo da casa, e por não haver urgência nessa obra, resolveu propor á bancada que os R$ 50 milhões fossem destinados ás obras nos 139 municípios do Estado. “Essa proposta está na fila para ser votada o mais rápido possível”, concluiu.

Concurso

Sobre o concurso para a Assembleia, que chegou a ser lançado e depois cancelado, o deputado disse que foi montada uma comissão para analisar a necessidade do certame tendo em vista algumas aposentadorias previstas e confirmou ao Gazeta do Cerrado: “ele vai ser feito, mas não temos data determinada”, frisou.

O deputado, diz ter sido eleito pela oposição, mas que atualmente não se intitula como tal, e crê no trabalho para melhorar a vida da população. Ao ser questionado sobre a atual gestão estadual preferiu não se posicionar e disse que está trabalhando para as próximas eleições na esperança de surgir novos nomes no cenário politico tocantinense.

Texto: (Colaborou Nielcem Fernandes)

Edição: Maria José Cotrim

Sua opinião é muito importante: