Mais de 300 veículos são abordados na Operação Lei Seca

232

c96aeaeb6bc77572836ecec8aa84610eCom o objetivo de garantir maior segurança nas vias da Capital, a Operação Lei Seca realizou blitze durante as festividades do Arraiá da Capital, que aconteceram de quarta ao último domingo, 02.   Durante cinco noites foram abordados 327 veículos, quando 31 foram detidos e 20 recolhidos ao pátio da prefeitura.

De acordo com o balanço apresentado pela Superintendência de Trânsito, nesta segunda-feira, 3, foram emitidos 75 autos de infrações por desrespeito ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Dentre as infrações, as mais frequentes foram conduzir veículo sem habilitação/permissão para dirigir e conduzir veículo sem o devido licenciamento.

Durante a operação foram recolhidas cinco CNHs, porque os condutores se recusaram ao teste de alcoolemia e uma foi recolhida devido o condutor ter apresentado no teste do bafômetro 1,14mg/l de álcool, se enquadrando no crime de trânsito, conforme estabelece o  Art. 165 do  CTB.

O gerente de fiscalização Paulo de Lima explica que a medida administrativa adotada para a pessoa que se recusa a fazer o teste do bafômetro é recolher a CNH e autuá-la. “A recusa ao bafômetro gera o recolhimento da habilitação e gera infração de trânsito, isso é amparado pelo CTB. Quando a pessoa embriagada faz o teste do bafômetro e passar do limite estabelecido, ela vai presa. É emita a ordem de prisão e a conduzimos até a delegacia e ela só é liberada mediante fiança”, complementa Lima.

A Operação da Lei Seca contou com a participação dos Agentes Municipais de Trânsito, Guardas Metropolitanos de Palmas, Agentes de Trânsito do Detran e policiais militares.

Sua opinião é muito importante: