Paciente internado desde 2015 em UTI em Palmas comemora 56 anos com festa de aniversário

2192

festa

Completando 56 anos nesta quarta-feira, 12, o paciente da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Oswaldo Cruz, em Palmas, João Pereira Rodrigues teve um dia repleto de comemorações. Internado na UTI desde setembro de 2015, ele luta contra uma doença degenerativa chamada esclerose lateral amiotrófica (ELA). João já não anda e não fala, mas está atento a tudo que acontece a sua volta, e a cada dia, é um exemplo de luta e alegria para seus familiares, amigos e para a equipe multidisciplinar que o atende na UTI.

No dia do seu aniversário, a esposa, filhos, irmãos e netos de João resolveram comemorar a data com uma festa no hospital. “Ele sempre foi um homem de família, sempre rodeado de pessoas. Essa é a terceira festa que fazemos para ele aqui e a ideia surgiu dos profissionais que o atendem na UTI. A primeira foi meu aniversário, depois fizemos uma festa de 30 anos de casamento, e agora o aniversário dele. Comemoramos natal, estamos aqui todos os dias visitando ele. Tudo que fazemos é com a ajuda da equipe daqui”, conta Maria Madalena de Almeida Oliveira Pereira, esposa de João.

O local da festa foi preparado pela equipe multiprofissional da Intensicare, com balões coloridos, fotos, cartaz e muita alegria. “Ele fica muito feliz e emocionado com esses momentos. E para nós o importante é viver o presente, sem pensar no futuro, com muito amor e dedicação. Enquanto ele estiver conosco nós vamos comemorar essas datas importantes”, diz Maria Madalena.

A filha de João, Dayse Letícia de Oliveira Pereira, comentou o exemplo que é seu pai. “O maior ensinamento que meu pai me deu foi a fé, ter fé todos os dias, sabedoria, perseverança e nunca desistir. Todo esse carinho que ele recebe aqui das pessoas que cuidam dele nos deixa tranquilos em saber que ele está recebendo o melhor atendimento”.

Tratamento e humanização

João respira com a ajuda de aparelhos, se alimenta por sonda e sua capacidade cognitiva está preservada. Ele sabe onde está, conhece os familiares e recebe atendimento de médicos e das equipes de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, nutricionista e outros.

As comemorações de aniversário na UTI do Hospital são frequentes e ajudam na recuperação de pacientes. “Nunca deixamos passar em branco os aniversários dos nossos pacientes, pois além de aumentar a autoestima deles também traz a família para o convívio. Essa comemoração, essa alegria, tudo influencia na melhora. Para nós, que somos a equipe multidisciplinar, o paciente se torna um membro da nossa família, por isso esse cuidado e esse carinho”, conta a psicóloga Mônica Ferreira Milhomem.

A família de João mora em Silvanópolis, mas alugou uma casa em Palmas para estar ao lado dele todos os dias. “Nós nos revezamos, cada semana um de nós está aqui com ele, mandamos vídeos para ele pelo whatsapp, ele assiste, tudo isso para ele saber que sua família o ama e sempre estará a seu lado”, se emociona Dayse Letícia.

Sua opinião é muito importante: