Especial Gazeta: Meningite viral é a de maior incidência no Tocantins

420

5dd83672-a46b-41e1-9fc9-f6ae196cc515

Segundo dados divulgados pela SESAU (secretaria de saúde do Tocantins), dentre todos os casos de meningite confirmados no Estado durante o ano de 2016, 40 dos 75 casos foram de meningite viral, o que representa mais de 50% dos casos da doença no Tocantins. Até maio desse ano o número total de casos da doença confirmados no Estado não passa dos 13.

A meningite viral normalmente não precisa de um tratamento específico, sendo apenas controlados os sintomas com medicamentos para dor e febre. A transmissão das meningites virais podem ocorrer pela saliva (tosse, espirro, fala, beijo) ou pelas fezes, no caso dos enterovírus, que habitam o intestino.

Existem vários tipos de meningite, classificadas de acordo com a causa: a meningite viral como já diz o nome é causada por vírus. As meningites também podem ser causadas por bactérias no caso a meningite bacteriana. Por fungos: a meningite fúngica além da causada por medicamentos, a medicamentosa.

Há ainda a causada por câncer: a carcinomatosa, e por doenças inflamatórias: a meningite inflamatória.

Todos os tipos de meningite apresentam sintomas semelhantes. A diferença entre eles está na rapidez e na intensidade com que o quadro do paciente evolui. Dentre todos os tipos de meningite, as meningites virais e as bacterianas são as mais comuns e também são aquelas que podem causar surtos e epidemias. Geralmente as meningites virais têm evolução rápida e benigna, sem complicações, exceto nos casos de pessoas com o sistema imunológico debilitado.

(Texto: Colaborou Nielcem Fernandes)

Sua opinião é muito importante: